COLECIONAR 2017... EU FUI!!! - Um show de cultura? Não! Um triste show de comércio.



O Evento Colecionar 2017 foi um dos maiores eventos que pude visitar no Brasil em toda minha vida. Realmente teria sido ótimo! Seu ponto alto teria sido certamente as exposições de ordem filatélica. Muita cultura e uma volta ao mundo com muito estilo e curiosidades. Filatelistas de todas as partes do mundo deveria ser perfeitos em cada um dos quadros de exposição visitados. Outros nichos do colecionismo foram lembrados, carros antigos, moedas, aparelhos de jantar, artesanato, orquídeas e cédulas. Realmente um evento que tinha tudo para ter a máxima qualidade! Mas deixaram a desejar, neste grande evento mundial:

- A iluminação na área dos veículos antigos estava muito ruim e não era possível apreciar os detalhes das belas antiguidades.

- A parte dedicada a exposição numismática, foi rica em peças e paupérrima em informações tanto visual como textual. Fiquem bem decepcionado.

- A parte dedicada a Notafilia foi uma verdadeira tragédia! Com 15 peças e um conteúdo ultra reduzido! Não foi nem de longe uma exposição.

- O ponto fraco da mostra filatélica, foi a falta de informação para as pessoas leigas! Não era explícito o fomento ao Colecionismo filatélico. E sequer tinha uma pessoa para nos orientar sobre algo.

- Tenho muitos amigos comerciantes e peço desculpas pelo comentário, mas é a pura verdade. Lá estava parecendo mais um feira colecionista do que uma exposição.

É sempre fantástico poder ir a um evento deste porte, mas o mesmo evento que alimenta nossa veia colecionista e nos oferece a possibilidade de adicionar novas peças em nossas  coleções, não foi capaz de despertar o fascínio nas poucas crianças e jovens que foram até o local. O comércio tomou o lugar do espetáculo do conhecimento e da cultura, deixando de lado a arte, beleza, curiosidade e toda tradição de um país tão rico em peças colecionistas.

Fiquei muito feliz pelo acontecimento do evento! Creio que muito por ser em minha cidade, mas em contrapartida, triste por perceber que não se trata mais de cultura, mas 90% negócio! Certamente é hora de rever os conceitos.

"Ou apresentamos cultura ou fomentamos o comércio."



- As imagens receberam tratamento para melhorar a visualização.






















































Postar um comentário

0 Comentários