300 ANOS DE CUIABÁ - Projeto concorre a prêmio e poderá virar moeda.


A numismática deverá trazer uma outra peça comemorativa, mas ainda não podemos comemorar pois não sabemos se de fato será uma moeda ou uma medalha. Oque se sabe até agora, é que, uma série de estudos relativos à simbologia da cidade foi realizada para que a criação do design da moeda tivesse a identidade cuiabana em suas alegorias. O Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso apresentou ao prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB), o projeto de criação de uma moeda em alusão aos 300 anos da capital, que serão comemorados no dia 8 de abril de 2019.

O projeto concorre a um prêmio oferecido pela Casa da Moeda e, se vencer, a cunhagem em prata será efetuada como de costume. O valor facial ainda não foi definido, mas em breve a Casa da Moeda do Brasil deverá lançar alguma informação sobre esta nova moeda comemorativa.


O prefeito, reafirma que uma série de estudos relativos à simbologia da cidade foi realizada para a criação do design da moeda. “A arte apresentada aqui é resultado de um longo trabalho de pesquisa, que agrada, principalmente, por mostrar um desenho discreto e elegante, com temática que remete ao brasão do nosso município”, explica.

MOEDA OU MEDALHA? - O Instituto Histórico e Geográfico de Mato Grosso também terá o que comemorar, pois no mesmo dia 8 de abril de 2019, completará 100 anos. Assim, para que as duas datas sejam lembradas, a moeda ou medalha celebra, em uma de suas faces, os 300 anos de Cuiabá, enquanto na outra, os 100 anos do Instituto. O conceito foi elaborado pelo arquiteto José Afonso Portocarrero, que vem trabalhando no desenvolvimento há mais de oito meses. Pela última informação que tivemos, parece ser de fato um projeto de uma medalha.


IHGMG – Foi fundado em 1919, por iniciativa de Dom Aquino Correia, o órgão fomenta a pesquisa e a preservação histórico-geográfica de Mato Grosso. O Instituto está sediado em Cuiabá, na Casa Barão de Melgaço, onde funciona conjuntamente a Academia Mato-grossense de Letras (AML).

Postar um comentário

2 Comentários