DEFEITO OU VARIANTE? – Na moeda de 10 centavos de 2005.



As variantes ou variações de moedas aprecem em todos os padrões monetários do Brasil e do mundo. Na era da segunda família do real não poderia ser diferente. A nova família já produziu algumas raridades que rapidamente se tornam conhecidas dos numismatas e ganharam a web em todas as suas formas de comunicação.

A moeda em questão são os 10 centavos com a efígie de D. Pedro I - proclamador da Independência e primeiro imperador do Brasil. As características da moeda são as seguintes:



Valor Facial: 10 Centavos de Real
Material: bronze sobre aço
Diâmetro: 20,0 mm
Peso: 4,83 g
Espessura: 2,23 mm
Bordo: serrilhado

A VARIANTE DE ACORDO COM CARMELINO – Observe que uma faixa curva central adicional se sobrepõe a faixa curva original e invade as linhas diagonais onde observamos o valor facial da moeda “10”. A moeda foi catalogada pelo numismata paranaense Carmelino Souza Gomes como uma variante para a moeda de 10 centavos da segunda família do real com datação de 2005.

PARA MUITOS UM ERRO – Alguns numismatas defendem a condição de erro, pois uma variante seria algo incorporado de certa forma ao designer gráfico da moeda, tal como a adição de um ponto ou uma alteração leve em alguma alegoria. Sabemos que cada indivíduo tem por característica deixar sua marca quando fazem qualquer alteração em um cunho.

Observando as duas opções você poderá desenvolver seu senso crítico e nos comentários dar sua opinião sobre esta moeda. O que você acha? Eu já tenho minha opinião formada!

Postar um comentário

3 Comentários