O PREÇO DE UMA VIDA – Quanto valia um escravo?


A escravidão no Brasil teve início ao raiar do século XVI e em 1530 chegaria o primeiro navio com negros escravizados, trabalho forçado e escravo que só terminaria em 13 de maio de 1888. Portanto, foram 358 de escravidão em nosso país. Historicamente, os indígenas foram as primeiras vítimas, e posteriormente, os negros africanos, trazidos de possessões como Angola e Moçambique, mas não iremos nos aprofundar na temática inicial. Nosso foco está voltado para os valores que eram praticados por vidas de pessoas inocentes.

Certamente um tema sensível nos tempos atuais, mas que infelizmente deve ser abordado de forma acadêmica para que se possa remontar algumas realidades do passado. Dito isso, nosso artigo trouxe uma lista, tal como um preçário para auxiliar o contexto de valor praticado por uma vida escravizada de acordo com sua faixa etária, sexo, oficio e até mesmo produtividade.

Os dados remontam os anos entre 1872 e 1874 e podem ser convertidos aos valores atuais utilizando o link do artigo abaixo:




TABELAS DE VALORES PRATICADOS ENTRE 1872 E 1874






Não se pode escravizar uma vida, jamais deveríamos ter tido uma ideia como esta na história da humanidade.




Banner de parceria entre Diniz Numismática e Collectgram

Postar um comentário

2 Comentários

  1. Ja li seu artigo,sobre conversão de valores , Reis X Real,muito bom e didático
    Mas sobre escravidão , esse é um tema relmente espinhoso
    Ate por q a escravidão é muito mais ampla ,paradoxal e sim,polemica ao extremo
    Os 350 anos ,aproximados , q ela dura no Brasil , são uma fração do ela durou no mundo
    Na África ,desde milenios atrás ,ja era um costume dos povos, escravisar outros povos,por motivos vários( guerras,crimes cometidos,costume hierárquico , etc)
    Os próprios hebreus ,eram escravos dos egípcios ,milênios atrás , como consta na Bíblia
    Na Europa ,Vikings escravizavam os povos europeus conquistados( e isso mostra uma verdade inconveniente ,sobre a cor desses povos)
    Mostra mais do q tudo ,q não é cor ,raça, religião ,q define um ser humano, o sangue de todo ser humano é vermelho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Procuramos exemplificar somente a realidade brasileira amigo. Seu comentário é pertinente e nos chama a atenção para a abrangência, diversidade e delicadeza do tema. Teríamos que escrever de fato um livro para honrar a memória de todos os povos que sofreram com a escravidão, mas de fato, procuramos tratar brevemente sobre o tema infelizmente nacionalizado. Espero que compreenda, pois compreendemos o posicionamento do amigo.

      Excluir