PROPAGANDA NO DINHEIRO (200 CRUZEIROS) – Os Cruzeiros da era Vargas. “Grito do Ipiranga”.


Avançamos um pouco mais em nossa série de postagens e a cédula seguinte traz o primeiro imperador do Brasil, D. Pedro I. Não creiam que o imperador foi homenageado pelos seus feitos e atos como governante maior da nação. O maior feito de D. Pedro I foi aquele que garantiu a independência do Brasil à colonização portuguesa "o grito do Ipiranga".

Aqui, também podemos observar o destaque ao grande ato do imperador, assim como foi destacado na postagem anterior um grande ato realizado pelo rei português D. João VI. A alegoria destaca de forma sutil uma importante ação histórica dando impressão que a república homenageia os atos imperiais do passado, que mesmo sendo antagonismos, acaba por induzir um processo de independência amistosa, sem dar lugar aos conflitos que se geraram no momento interna e externamente.

200 Cruzeiros 1943 - Autografada (ABN)

200 Cruzeiros 1949 - Autografada (TLR)

200 Cruzeiros 1955 (ABN) - Chancelas de Claudionor S. Lemos / Eugênio Gudin - Esta cédula foi lançada após a morte de Getúlio Vargas 
200 Cruzeiros 1960 (TLR)- Chancelas de Carlos A. Carrilho / Sebastião P. Almeida - Esta cédula foi lançada após a morte de Getúlio Vargas

PERDEU AS ÚLTIMAS POSTAGENS DA SÉRIE?

PROPAGANDA NO DINHEIRO (500 CRUZEIROS) - Os Cruzeiros da Era Vargas. "Abertura dos Portos".



Banner de parceria entre Diniz Numismática e Collectgram

Postar um comentário

0 Comentários