O REVERSO DAS NOTAS INSPIRADAS EM “CARTAS DE BARALHO” – Conheça as gravuras que ilustram o reverso das notas de cruzeiro do anos 1980.

 

Esta família, também que também projetada por Aloísio Magalhães tem como nota de entrada para o padrão a cédula de 1000 cruzeiros lançada em 1978 e que teria sido inspirada nas cartas de baralho, tendo o interesse implícito de facilitar o seu manuseio nos caixas, sendo possível identificar a nota em qualquer das posições quando entregue aos usuários do meio circulante.

As notas desta família ainda possuem uma curiosidade. Elas trazem seu número de série no reverso da nota, bem como que o espelhamento entre as imagens como já abordamos no início desta postagem.

As notas inspiradas em cartas de baralho foram testadas pela primeira vez ainda em 1978 (1000 cruzeiros cabeção), mas foi a partir de 1981 que as novas notas emitidas baseadas no modelo testado em 78 iriam de fato circular. A série teria os valores de 100, 200, 500, 1000 (estampa B - Modificada) e 5000 cruzeiros, sendo que elas só foram começar a sair de circulação quando da transição para a terceira família, que viria a antecipar os traços do Cruzado, que viria a ser o substituto do Cruzeiro então existente. Isso já é uma outra história que contaremos em breve em nosso site.

100 CRUZEIROS – VILLA DE QUELUZ

Painel baseado em detalhe da gravura “Villa de Queluz”, de autoria de Heaton & Rensburg, do livro “História do Movimento Político que no ano de 1842 teve lugar na Provincia de Minas Gerais”, do Cônego José Antonio Marinho, Volume I, 1844. Espada que pertenceu a Caxias, complementa a composição.

200 CRUZEIROS – LA CUISINE À LA ROÇA

Painel reproduzindo a fotolitografia “la cuisine à la roça”, de Victor Frond, prancha nº 55, encontrada no livro “BRAZIL PITTORESCO”, impressão de Lemercier, Paris, 1861.

500 CRUZEIROS – COMPROMISSO CONSTITUCIONAL

Inspirado no painel de Francisco Aurélio de Figueiredo e Melo “Compromisso Constitucional”, datado de 1896. Os personagens escolhidos para a composição acham-se retratados na área inferior esquerda do quadro original: Bernardinho Campos, Pinheiro Machado, Pedro Américo, André Cavalcanti, Almirante Wandenkolk e Lauro Sodré.

1000 CRUZEIROS – QUESTÃO DAS MISSÕES

Composição alusiva à “Questão das Missões”, tendo como elemento principal um detalhe do taqueômetro utilizado, superposta à planta topográfica da fronteira definitiva entre Brasil e Argentina, feita por Dionísio Cerqueira à época da demarcação.

5000 MIL CRUZEIROS – HIDROELÉTRICA E TELECOMUNICAÇÕES

Painel representando o desenvolvimento do país no campo da energia hidroelétrica e das telecomunicações.

Com esta última nota encerramos nossa postagem sobre o reverso das notas inspiradas em cartas de baralho. Até a próxima!

 

Banner de parceria entre Diniz Numismática e Collectgram

Postar um comentário

0 Comentários