CAURIS UMA MOEDA MUNDIAL – Este tipo de Búzio foi uma das primeiras moedas de circulação mundial.



Sim, este fascinante ser era uma moeda! Entre as versões primitivas de moedas, as conchas foram, sem dúvida, as mais difundidas, especialmente os cauris, da espécie Cypraea moneta. Esse búzio se tornou, sobretudo nos séculos XVII e XVIII, moeda internacional. Metade do mundo guardava os cauris como tesouro, investiam e compravam cauris, assim como fazemos com algumas commodities atualmente ou com moedas estrangeiras. Eles eram parecidos com porcelana, foram imitados em ouro e prata e mantiveram-se como meio de pagamento até o século XIX.



CAURI - Monetaria moneta, é sua verdadeira nomenclatura cientifica, em inglês é chamada de money cowrie, também é conhecida em português como, cipreia-moeda. O cauri é uma espécie de molusco gastrópode marinho pertencente à família Cypraeidae. Foi classificada por Linnaeus, com a denominação de Cypraea moneta, em 1758. É nativa das costas da África Oriental, no Oceano Índico, e considerada a espécie-tipo de seu gênero.



VOCÊ SABIA?! - Fato interessante ocorreu em Uganda. Depois de tentarem substituir os cauris por sua moeda, os ingleses tiveram de se conformar em estabelecer uma paridade de câmbio: duzentos cauris equivaliam a 1 shilling e 4 pences; 3 mil a 1 libra. Assim, o primeiro selo postal de Uganda (1895), peça rara e único no mundo porque além de ter sido feito à mão, tinha valor facial expresso em cauris.

SELOS POSTAIS DE UGANDA - O valor facial de cada selo era pago em Cauris. Alguns destes selos são muito raros e datados de 1895, primeiro ano de circulação de selos em Uganda.



 Fontes:
- StampWorld
- Fabri, Milano - Itália
- Enc. Barsa




Postar um comentário

3 Comentários

  1. Muito interessante para mim esta sua pagina. Gostaria de saber se as imagens de Cauris podem ser copiadas para figurar numa publicação, com a indicação "copiada de diniznumismáticablogspot" em Google Chrome em março de 2019? Ou éobrigatorio esperar uma autorização escrita? Obrigado

    ResponderExcluir