10 REAIS 1994 – Série Cédulas fabricadas fora do Brasil de 1970 a 2019 (3ª Parte)



Seguindo a sugestão de um de nossos leitores chegamos ao terceiro capítulo desta série de postagens sobre o dinheiro brasileiro fabricado em outros países. Na história monetária nacional, nosso dinheiro de papel por muitas vezes não foi impresso no Brasil, ficando a fabricação de cédulas por conta de grandes empresas do ramo como a American Bank Note Company e a Thomas de La Rue & Company Limited, uma gigante americana e outra inglesa. Entre idas e vindas foram muitas as oportunidades e padrões monetários de nosso país impressos por elas e por outras.

LEMBRE-SE - Que para esta postagem, temos como base temporal o padrão CRUZEIRO, lançado em 1970, reformado pelo Governo Militar, lançado em 15 de maio de 1970.

Em 1º de julho de 1994 entrava em circulação a cédula de 10 Reais, contendo em seu anverso a efígie simbólica da República, interpretada sob forma de escultura. O desenho, de autoria de Álvaro Alves Martins, foi utilizado anteriormente na cédula de 200 cruzados novos, lançada em 1989. À diretita, Armas Nacionais sugerem o elemento empregado para o registro coincidente entre anverso e reverso.


No reverso, gravura de uma arara, ave de grande porte da família dos psitacídeos, espécie típica da fauna do Brasil e de outros países latino-americanos (desenho de Álvaro Alves Martins).

COR PREDOMINANTE: Carmim
DIMENSÕES: 140 x 65mm
FABRICANTE: Thomas de La Rue & Company Limited (Inglaterra)

DATA DE ENTRADA EM CIRCULAÇÃO: 1º de julho de 1994
OBSERVAÇÕES: A estampa “B” difere da estampa “A” por ter sido fabricada na Inglaterra.
CHANCELAS: Ministro da Fazenda, Fernando H. Cardoso. Presidente do Banco Central, Pedro Sampaio Malan.
SÉRIES NORMAIS: A0001 a A1200
SÉRIES DE REPOSIÇÃO: *0001 a *0002

Quer saber mais sobre o tema?, confira esse outro post: 5 REAIS 1994  – Série Cédulas fabricadas fora do Brasil de 1970 a 2019 (2ª Parte)

Créditos:
- Esta postagem foi escrita com base em documentos oficiais do Banco central do Brasil, votos e sessões deliberativas da instituição. Pesquisas foram realizadas em catálogos do ramo e fontes do Governo Federal. Pesquisa realizada pelo Historiador Bruno Diniz.
- A imagem que ilustra a postagem pertence ao acervo Diniz Numismática
- CURIOSIDADES: Professor Martinez - profapmartinez.blogspot.com

Postar um comentário

3 Comentários

  1. Olá, me chamo Mardon moro atualmente em Londres, mas no momento estou na Itália.
    Eu desenvolvi um trabalho em uma empresa de reciclagem em Londres, e em um dia desses encontrei uma bolsa com várias moedas antigas e algumas chamam bastante atenção. Gostaria de saber como faço pra ter orientações a respeito dessas moedas nas quais eu encontrei. Caso possam entrar em contato esse é o meu número de WhatsApp 07412151525
    Desde já agradeço.

    ResponderExcluir
  2. Tenho 1 nota de R$10,00 fabricada por Thomas de La Rue & Company Limited! Sabe onde posso vendê-la?

    ResponderExcluir