Augusto (Gutti) Ruschi nasceu em 12 de dezembro de 1915 em Santa Teresa, Espírito Santo, e faleceu no dia 3 de junho de 1986 em Vitória, Espírito Santo. Ruschi foi um importante zoólogo, botânico e conservacionista brasileiro. Talvez essa informação você seja do seu conhecimento, mas o que mais nos chamou atenção foi a valorização desta nota.

Antes de verificarmos o valor atual desta nota, vamos relembrar as características da peça. No anverso temos a Efígie do cientista Augusto Ruschi (1915-1986), ladeada por alegorias de flora e fauna, destacando-se uma representação da Cattleya labiata warneri, orquídea que, com dezenas de variedades, é a mais típica do Espírito Santo e a maior flor do gênero no Brasil. No reverso, temos Ruschi examinando orquídeas, aparecendo em destaque a figura de um beija-flor.


Não existem muitas variações para esta nota, mas o seu valor de mercado vem subindo ao longo dos anos. Para que a nota alcance o máximo potencial, deverá apresentar o estado de conservação “Flor de Estampa” (sem apresentar sinais de circulação). Com o estado de conservação superior constatado, a nota poderá chegar facilmente ao valor de mercado que mencionaremos em nosso breve vídeo ao final desta postagem. O valor dela é considerado muito bom para uma peça que até outro dia não era tão valorizada pelos colecionadores.

A IMPORTÂNCIA DA NOTA – Para colecionadores “por tipo”, onde são reunidas peças capazes de completar e fechar um determinado padrão monetário, esta peça é fundamental para tal objetivo, mas em estado de conservação inferior não é atrativa aos colecionadores, motivo que rebaixa drasticamente o valor da nota.

QUER SABER O VALOR DA NOTA? Assista ao nosso breve vídeo e confira!

Agora que você já sabe o valor médio desta nota, procure cuidar bem dela caso queira vender em um futuro próximo.

Banner de parceria entre Diniz Numismática e Collectgram