Hoje em dia todas as moedas que circulam no mercado são consideradas raridades cientificamente determinadas por “especialistas” em moedas do real. A afirmativa é confirmada em um simples rolar de tela do celular, mas está muito distante de transmitir a realidade. As pessoas parecem não saber a definição da palavra “raro” ou “raridade”, então traremos essa definição para que não restem duvidas sobre o tema:

RARO - que não é comum, vulgar; que poucas vezes se encontra ou se vê. Que ocorre de forma infrequente.

Diante da definição apresentada, podemos concluir que uma moeda rara não irá aparecer com tanta frequência como as moedas vulgarmente conhecidas como; modalidades olímpicas, aniversário dos 40 e 50 anos do Banco Central, a famosa moeda JK e por fim a moeda do Beija Flor, todas anunciadas como a última Coca-Cola do deserto nas redes sociais e em comentários no YouTube.

O desespero financeiro aliado ao crescimento da desinformação tem levado pessoas ao cúmulo avaliativo e ao acúmulo de moedas que não irão valer quase nada além do seu valor facial. É triste, porém não podemos enganar você. Em um de nossos vídeos com mais de 200k de visualizações desmistificamos as supostas raridades e os valores pagos por elas. Assista logo abaixo:

Para que não restem outras dúvidas trouxemos uma tabela internacional de raridade que exemplificará de forma objetiva o grau de raridade das peças do real de circulação comum (sem moedas comemorativas ou provas) que são oferecidas de forma muito comum no mercado numismático.

GRAU DE RARIDADE – QUANTIDADE DE MOEDAS CONHECIDAS

URS-1 – 1 PEÇA CONHECIDA, PEÇA ÚNICA

URS-2 – 2 PEÇAS CONHECIDAS

URS-3 – 3 OU 4 PEÇAS CONHECIDAS

URS-4 – 5 OU 8 PEÇAS CONHECIDAS

URS-5 – 9 A 16 PEÇAS CONHECIDAS

URS-6 – 17 A 32 PEÇAS CONHECIDAS

URS-7 – 33 A 64 PEÇAS CONHECIDAS

URS-8 – 65 A 125 PEÇAS CONHECIDAS

URS-9 – 126 A 250 PEÇAS CONHECIDAS

URS-10 – 251 A 500 PEÇAS CONHECIDAS

URS-11 – 501 A 1.000 PEÇAS CONHECIDAS

URS-12 – 1.001 A 2.000 PEÇAS CONHECIDAS

URS-13 – 2.001 A 4.000 PEÇAS CONHECIDAS

URS-14 – 4.001 A 8.000 PEÇAS CONHECIDAS

URS-15 – 8.001 A 16.000 PEÇAS CONHECIDAS

URS-16 – 16.001 A 32.000 PEÇAS CONHECIDAS

URS-17 – 32.001 A 65.000 PEÇAS CONHECIDAS

URS-18 – 65.001 A 125.000 PEÇAS CONHECIDAS

URS-19 – 125.001 A 250.000 PEÇAS CONHECIDAS

URS-20 – 250.001 A 500.000 PEÇAS CONHECIDAS

URS-21E – 500,001 A 750.000 PEÇAS CONHECIDAS – MOEDA 1 REAL DH

URS-22E – 751.001 A 1.000.000 PEÇAS CONHECIDAS – MOEDAS FAO 10 E 25 CENTAVOS

SUGESTÃO DINIZ NUMISMÁTICA - Números acima de 500.000 peças não possuem graduação de raridade oficial determinado pela tabela internacional de raridades. Iremos complementar a tabela em caráter sugestivo identificando as moedas com emissão superior aos 500.000 como peças escassas representadas pelo seguinte código; Ex, URS-E21 (E = ESCASSA + 21 GRADUAÇÃO DE RARIDADE SUGERIDA COMO ESCASSA), até o número máximo de 1.000.000 de peças cunhadas.

Nenhuma moeda de circulação comum do padrão real pode ser considerada rara. No máximo podemos admitir o uso do termo escasso para moedas com cunhagem de até 1.000.000 de peças e de forma não oficial como demonstrado na tabela acima.

ATENÇÃO - Não confunda a Tabela Internacional de Raridade (URS) com a tabela de graduação por estado de conservação, pois são tabelas totalmente diferentes.

VALE LEMBRAR – Existem outras tabelas que de alguma forma determinam o grau de raridade de uma peça; tabela Sheldon e a tabela de raridade “Moedas Brasileiras – Livro Oficial”.