Quando falamos em cara ou coroa pensamos em anverso e reverso de uma moeda, mas se eu te disser que a anatomia desta mesma moeda possui um terceiro lado pouco lembrado por muitos e utilizado por poucos. Você acreditaria?

De forma clássica e histórica sabemos que existem os seguintes lados:

Anverso – ou a parte da frente de uma moeda, de forma básica, neste local está normalmente posicionado o soberano, você também poderá encontrar a data ou valor facial.

Reverso – esta seria o que muitos chamam de parte de trás de uma moeda, local utilizado em complemento temático do anverso, no reverso localizamos os brasões, as armas e os símbolos dos soberanos, ou imagens alusivas ao país de origem da moeda ou possíveis homenagens.

ESTÁ SEM TEMPO PRA LER E QUER SABER MAIS? Assista nosso vídeo sobre o tema!

Agora que já revisamos e relembramos o que são o anverso e o reverso de uma moeda, chegou a hora de lhes apresentar o terceiro e não menos importante lado de uma moeda. Chamaremos esse lado de “Bordo” ou “Serrilha”, esta, é a parte curva da moeda, a borda, local por onde podemos dimensionar a espessura do disco cunhado. Alguns também chamam de “cercadura” – mas não se trata de uma nomenclatura muito comum – considere a informação como um “plus” em sua busca por conhecimento.

O “bordo” ou “serrilha” de uma moeda podem apresentar simplesmente um campo liso ladeando a moeda (muito comum), serrilhas de vários tipos, inscrições em alto e baixo relevo, simbologias, podem ser irregulares, chanfrados (poligonais), ranhuras transversais, estrias, cordão, mas também podem ser “tulipados” – ornamentos em forma que lembram tulipas – floreados e quantas outras formas for possível imaginar e artisticamente adicionar em uma moeda. Não existe um limite para a arte e a tecnologia empregadas em moedas atualmente.